Home / Fotovoltaica / China instala usina de energia solar em formato de urso panda

China instala usina de energia solar em formato de urso panda

Projeto da Panda Green Energy está localizado no norte do país. Planta oferece produção de 50MW, o suficiente para suportar mais de 8 mil famílias.

A China descobriu uma forma de chamar atenção para a energia solar para além de seus benefícios ao meio ambiente. No caso, uma usina literalmente inspirada no animal mais adorado do país: um urso panda.

Na semana passada, a Panda Green Energy inaugurou a usina cuja capacidade de produção atual atinge os 50MW, o suficiente para alimentar mais de 8 mil famílias. O projeto está localizado em Datong, cidade na província de Shanxi, no norte da China.

A planta utiliza dois tipos de painéis solares, células fotovoltaicas de película fina branca e células fotovoltaicas de silício monocristalino preto.

A expectativa é que quando a planta estiver completa, ela ofereça 100MW e produza 3,2 bilhões de kWh de energia solar em 25 anos.

O projeto é um esforço em conjunto com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) para promover energia limpa para a juventude chinesa e visa ensinar os jovens sobre energia sustentável.

Em resumo, uma planta de energia solar em formato de um urso panda pode despertar jovens a se interessar por aplicações na área da sustentabilidade, sem falar no caráter turístico que um projeto desses convoca.

A Panda Green Energy também espera construir usinas semelhantes em outros países da Ásia Central e do Sudeste.

A China descobriu uma forma de chamar atenção para a energia solar para além de seus benefícios ao meio ambiente. No caso, uma usina literalmente inspirada no animal mais adorado do país: um urso panda. Na semana passada, a Panda Green Energy inaugurou a usina cuja capacidade de produção atual atinge os 50MW, o suficiente para alimentar mais de 8 mil famílias. O projeto está localizado em Datong, cidade na província de Shanxi, no norte da China.  A planta utiliza dois tipos de painéis solares, células fotovoltaicas de película fina branca e células fotovoltaicas de silício monocristalino preto.   A expectativa é que quando a planta estiver completa, ela ofereça 100MW e produza 3,2 bilhões de kWh de energia solar em 25 anos. O projeto é um esforço em conjunto com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) para promover energia limpa para a juventude chinesa e visa ensinar os jovens sobre energia sustentável.  Em resumo, uma planta de energia solar em formato de um urso panda pode despertar jovens a se interessar por aplicações na área da sustentabilidade, sem falar no caráter turístico que um projeto desses convoca. A Panda Green Energy também espera construir usinas semelhantes em outros países da Ásia Central e do Sudeste.

Veja Também

Não coloque colheitas em módulos fotovoltaicos – A educação deve vir primeiro especialmente nas regiões rurais

Nos últimos anos, o governo da China lançou um grande apoio às políticas e subsídios …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.