Home / Eólica / Energia eólica ajuda família real britânica a obter renda recorde

Energia eólica ajuda família real britânica a obter renda recorde

Resultado foi obtido graças a escolha da Rainha Elizabeth II, que quis instalar usinas eólicas marinhas em propriedades reais perto da Escócia, mesmo com a oposição de seu marido e do príncipe Charles.

Foram publicados nesta terça-feira (27) os balanços da Crown Estate, entidade britânica que detém as propriedades da família real e que é controlada pela Rainha Elizabeth II. Segundo o relatório de contas, no ano fiscal 2016-2017 a monarquia britânica teria alcançado a renda recorde de 328,8 milhões de libras (cerca de R$ 1,4 bilhão), um aumento de 8,1% em relação ao ano anterior.

Uma parte desse resultado foi conseguido graças às receitas provenientes da produção de energia eólica. Segundo a mídia britânica, há alguns anos Elizabeth ordenou a instalação de usinas eólicas no mar perto do litoral da Escócia, em uma porção de território pertencente a Coroa Britânica. Um investimento que teria encontrado a oposição do marido Philip, duque de Edimburgo, que o descreveu como “absolutamente inútil” e também de seu filho Charles, Príncipe de Gales, que se referiu a obra como “uma horrível mancha na paisagem escocesa”. Entretanto, a rainha teria mantido sua decisão, que agora rendeu aos cofres reais 27,7 milhões de libras (cerca de R$ 118 milhões).

Segundo a lei britânica, as receitas da Crown Estate são depositadas diretamente no Tesouro do Reino Unido, que em seguida passa parte desses recursos para a família real, na base de um valor calculado a cada dois anos. Dessa forma, Elizabeth receberá 82,2 milhões de libras (cerca de R$ 350,5 milhões) para financiar seu “trabalho oficial” com um aumento anual de 6 milhões de libras (cerca de R$ 25,5 milhões). Elizabeth usa esse dinheiro para bancar as viagens oficiais, pagar os salários de seus funcionários e utilizará também esses recursos para a mega-reestruturação de sua residência, o Palácio de Buckingham, que se encontra em uma situação muito crítica. Uma obra que vai durar pelo menos dez anos e que custará 396 milhões de libras (cerca de R$ 1,6 bilhão).

Custos baixos para os contribuintes britânicos

Também o príncipe Charles publicou as contas de Clarence House, sua residência oficial. O filho mais velho da rainha e herdeiro direto ao trono declarou ter arrecadado 20,7 milhões de libras de suas propriedades no Ducado de Cornualha, registrando um aumento de 1,2%. O setor que mais deu satisfação para o príncipe foi o de agricultura sem uso de transgênicos, que arrecadou mais de 200 milhões de libras.

Segundo o relatório, as atividades oficiais do duque e da duquesa de Cambridge – William e Kate – e do príncipe Harry, financiadas por seu pai Charles, teriam aumentado 8,6%, totalizando 3,5 milhões de libras.

Veja Também

O Eólico e Fotovoltaico representaram 10% da geração de eletricidade dos EUA

Segundo a agência americana de energia, no mês de março 2017 a geração conjunta de …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.